M vs Gaga - Por André R. Costa

6/25/2010 12:32:00 da manhã 1 Comments

Olá a todos,
Como forma de comemorar o lançamento do novo look do MadonnaPt eis uma colunna excepcional sobre um tema polémico.
Como diria o provérbio francês: à ocasion speciale, comemoration speciale!
Como já perceberam pelo título, a colunna de hoje promete ser ritmada. Com o lançamento do novo look do Madonnapt, porque não abordar um tema tão em voga como este? Porque não remeter até a Rainha em questão? Mas afinal, quem é ainda a rainha do Pop?
Interessa então perceber, se realmente Gaga imita e copia M em prol do seu benefício, ou se não, ela é mesmo uma revolucionária e inovadora, à imagem de que foi M nos anos 80… Muitos críticos, ao longo dos anos,e com o surgimento de novas cantoras (?), têm anunciado a morte de Madonna como Rainha da pop,a título de exemplo apontaremos: Cristina Aguilera, Rihanna, Britney, etc. Contudo até hoje, como todos nós sabemos, o trono continua a pertencer a Madonna, no entanto este nunca pareceu estar tão ameaçado desde o aparecimento de Gaga e do seu estilo extravagante… (terá sido a única a sê-lo?)
Irei portanto dividir a colunna, em várias partes, de modo a que o desenrolar desta seja de mais fácil e prática leitura para os caros leitores: aparecimento; repertório musical; looks, videoclips, e concertos.

Aparecimento:

Como toda a gente sabe, Madonna apareceu nos anos 80, encontrando o sucesso em Nova Iorque, iniciando a sua carreira como bailarina, e fazendo trabalhos tradicionais, como empregada de mesa. Numa era onde a internet pouco existia, e a própria globalização de vídeos a nível mundial (MTV) ainda não estavam certos nem generalizados, Madonna, com a sua meia dúzia de dólares na mão, e o seu estilo nada apropriado e louco, pouco a pouco, foi construindo uma carreira, que lhe assegura hoje em dia a detenção do trono de Rainha de Pop, já há mais de 25 anos.

Por seu lado Gaga aparece numa era diferente. Sim, utilizei o termo era, pelo simples facto da velocidade de informação ser hoje em dia inigualável aos anos 80. Gaga aparece num tempo onde cantoras pop aparecem e desaparecem à velocidade da luz, engolidas pelas máquinas industriais de música. Como todos sabem poucas são as cantoras aparecidas nos anos 90 e 2000 que asseguram uma carreira com mais de 5 ou 10 anos… Os sucessos comerciais, ou sucessos fast-food, aparecem, desaparecem, e ninguém dá por nada! Gaga aparece em 2008 com o seu album "The Fame"com uma identidade visual extravagante, e músicas bastante viciantes. Gaga alcança o seu primeiro sucesso, e não pára de “fabricar” músicas, umas atrás de outras, não dando qualquer tipo de descanso aos canais musicais de TV, às rádios, aos ouvintes. A estratégia Gaga é simples: bombardear o mercado com temas altamente comerciais, que têm grosso modo 4 meses de vida, e lançar antes da morte destes, outro hit de modo a manter a forma, e a publicidade do nome…

Repertório Musical:
Em termos de repertório musical, as diferenças são bem patentes. Enquanto que Madonna apoia todo o seu repertório em várias musicas totalmente pop, de acordo com os anos 80; misturando pelo meio baladas bem conhecidas de todos, Gaga aposta em musicas simples pop/electrónica/dance, misturando sons e batidas viciantes, e acordes também eles simpless: a ideia é clara: criar músicas viciantes, não muito elaboradas mas altamente comercias de modo a que se assegure o êxito por alguns meses, relançando mais tarde nova música com o mesmo estilo e repertório.
Claro que a carreira de Gaga (poderemos fala em carreira?) é curta e não lhe deu muito tempo ainda para se apoiar n’outros estilos como fez Madonna, a camaleónica, que surpreende todo o mundo a cada novo álbum. Aliás, uma das marcas de Madonna é mesmo essa: nunca se repetir a ela própria.
Assim, em termos musicais, as realidades diferentes também não permitem uma aproximação clara, e objectiva. Cada época tem seu estilo. Agora uma coisa é certa, na minha modesta opinião, a versatilidade de Madonna será difícil de atingir. Só alguém com personalidade tão forte consegue assegurar sucessos atrás de sucessos, em diferentes géneros musicais.

Looks:
Em termos de aparência, tanto M como Gaga são extravagantes. Se gaga copia M? Directamente não, mas indirectamente sim. Criar personagens extravagantes foi uma das armas inteligentes de Madonna para se fazer ver e ate ouvir (quem não se lembra da loucura de fãs vestidos como M nos anos 80 com crucifixos, roupas largas…); Gaga aprendeu a lição, e apostou em estilos extravagantes de acordo com a nossa época.
Agora reparem, enquanto que os estilos de Madonna são seguidos e eram seguidos pelos fãs, os estilos de gaga não o são. A envolvência e aproximação existente entre os fãs de Madonna e a própria, chegam à própria necessidade dos fãs e apreciadores adoptarem e seguirem o seu estilo. Madonna ditou modas, Gaga não. Ela usa sim, a sua moda para se fazer ver.

Aí Madonna foi inteligente, criando um estilo simples, mas extravagante ao mesmo tempo que fosse acessível a todos, e questionasse o status quo instalado na altura… Em termos de look, como sabemos, Madonna surpreende sempre a cada novo álbum: do estilo country, ao rock, ao pop, ao mais místico de Frozen, entre outros, nenhum estilo se repete, nenhum penteado se repete. Gaga adopta uma linha mais ou menos uniforme, combinando roupa pouco usual, mas là no fundo que acaba por se parecer uma à outra.
Madonna ditou modas, envolveu as pessoas com o seu estilo, desde a música , à roupa. E isso, é algo extraordinário, que é difícil de fazer. Qual o estilo ou a moda ditada por Gaga? Não se assiste ao mesmo sentimento de pertença a algo/ a uma movimento/ a uma artista, como se assiste com Madonna.

Videolclips:

Em termos de vídeo, ambas souberam tirar proveito do poder da imagem, quem não se lembra de Like a Prayer? De Frozen, de Hung Up, do Erotica, Vogue…? Ninguém ficou indiferente a estes vídeos. O poder de um vídeoclip, pode comprometer ou assegurar o sucesso de uma música. Isso Gaga percebeu, e apostou em vídeos também eles extravagantes, muitos sem sentido, mas com imagem forte.
Gaga sabe também apostar noutro aspecto: no fenómeno viral que é a internet. Muitas vezes, o próprio vídeoclip é lançado no youtbe, e só depois nos canais tv. A aposta é simples, barata e altamente contagiosa. O poder da internet é incalculável, e nisto, sejamos sinceros, Gaga é boa.
Se Gaga copia Madonna? Bem, deixo aqui um vídeo que poderá responder à pergunta – mostra disso é o último vídeo de Gaga, dirigido por Stevein Klein (onde é que já ouvimos isto???) e insere várias linhas de videoclips de Madonna. Sem dúvida.


Concertos:

Em termos de concertos que dizer? Os shows de Madonna são autênticos espectáculos, utilizando, luz, som, dança, arte, polémica. Todos os concertos de Madonna são especiais por isso, pelo show que é. Os tours e sold outs são uma realidade, e Madonna é desde o início a senhora das Polémicas das tours (como já vimos em colunnas anteriores); Gaga sabe que isso faz falar, e faz o mesmo. A sua cena de canibalismo no último espectáculo é prova disso. A polémica veio ao de cima em vários médias. Claro que, polémica e Madonna estão juntos, e Gaga parece ter percebido isso; no entanto claro que, em termos proporcionais Madonna leva a melhor neste aspecto. Em termos de assistência não deveremos falar muito. A recordista é clara.


Como viram, ao longo da colunna, as realidades são diferentes e as épocas também. Claro Madonna, é uma artista fenomenal, que influenciou o mundo, defendeu causas, foi actriz, é realizadora; ditou tendências, e mostrou também o seu lado humano. Gaga é diferente. É claramente uma personagem montada. Enquanto que Madonna mistura muito de si, em cada nova personagem criada, Gaga, fabrica personagens abstractas, e aí está a grande diferença entre Madonna e Gaga. Em cada fase de Madonna, percebemos que esta contém algo real, interior, da personalidade de M. Seguimos a sua evolução, os seus pensamentos.
Gaga é diferente, os seus personagens estão afastados da pessoa em si. São realidades industriais, afastadas da cantora, que não retratam o seu interior, o seu pensamento. Se influenciar o mundo está na ideia de Gaga, ainda não nos apercebemos, no entanto sim, ela usa muito bem a sua imagem , assim como M a usa.

Assim, respondemos a pergunta inicial: Gaga copia Madonna? Copiar em parte sim. Inspirar-se: muito.
E é essa uma das razões do porquê de Madonna ser sempre Madonna.
Quem quiser ser a próxima Rainha da Pop terá de trazer algo de novo, de totalmente diferente. Copiar não basta. Inspirar-se muito também não.
Essa a razão porque Madonna é e será sempre a rainha. Ela dita as modas. Ela inspira os outros.


Think about it.
Até à próxima colunna! ;)